terça-feira, 7 de outubro de 2008

Micro psicose cotidiana

Ela chegou em casa irada, cansada, arremessou a bolsa bordada, inchada, acertou na janela fechada...

E quebrou o vidro que acertou no cachorro de três patas, que furou o olho e caiu sangrando até o fim.

Agora ela descansa todo dia apoiada na soleira com vista para a mancha vermelha.

2 comentários:

Adele Corners disse...

Pobre cachorro desgraçado!!!

Luciana Meningue disse...

Perfeito...
Em alguns momentos... é preciso mesmo sentar na soleira e observar as marcas da noite anterior.